ATÉ UM PÉ NO TRASEIRO TE EMPURRA PARA FRENTE

0
946

Ser descartado pode ser uma experiência difícil. Todo mundo já passou por isso de uma forma ou de outra e sabe que recuperar o equilíbrio gera algum desgaste.

Então, se você tomou um pé no traseiro, não fique aí se lamentando. Aceite o que está acontecendo e responda à situação como um Homem, utilizando as seguintes estratégias de recuperação:

1. ENTRE EM CONTATO COM SEU POTENCIAL.

Dependendo da intensidade do seu vínculo emocional ou do momento do término, você pode começar a ter ideias depreciativas e de baixa autoestima. Só porque as coisas não deram certo, não quer dizer que você não tem valor algum. Tire o foco do aspecto negativo e tome consciência de seu potencial. Liste para si mesmo todas as coisas positivas que estão acontecendo na sua carreira e no convívio com seus amigos. Nem tudo é tão ruim quanto parece à primeira vista e, se é o que bom termina um dia, o mesmo acontece com o que lhe faz sofrer.

2. MEXA-SE!

Exercite-se! Vá para a academia, dê uma corrida, levante alguns pesos. Nada como o fim de um namoro ou casamento para estimular você a entrar em forma novamente.  Se ainda não malha, entre para uma academia e comece devagar. Se você já pratica atividades físicas, que tal iniciar um novo hobby como surfe, bike, natação ou remadas? Diversifique!

Buscar um bom condicionamento físico estimula a produção de dopamina, cortisol, serotonina, testosterona e outros hormônios associados ao bem-estar, à assertividade e à autoconfiança.

3. LIVRE-SE DO RANCOR.

Permita-se ficar pensando nela e remoendo lembranças por no máximo 2 dias. Mais que isso, eu recomendo que tire suas calças, vista uma saia e vá para o salão passar um esmalte.

Cultivar rancor e mágoa contra alguém é voluntariamente trocar uma bagagem de positividade e possibilidades por um fardo espinhoso de inércia. Coloque seu sofrimento de lado, pense com gratidão nos bons momentos que viveram juntos e siga em frente. Como disse Carl Sagan: em algum lugar, alguma coisa extraordinária está esperando para ser descoberta. Tá fazendo o quê aí parado?

4. OCUPE-SE.

Manter-se sozinho e desocupado é criar um terreno fértil para memórias tristes. Ocupe-se! Desenvolva seu lazer, leia bons livros, passeie, organize sua caixa de ferramentas, faça carpintaria, desmonte o motor do carro, aprenda a cozinhar, desengordure os cantos do fogão com uma escova de dente velha, leve roupas para doação, curta mais tempo com seus amigos e sua família, saia de casa e aventure-se!

5. EXPERIMENTE.

Quantas coisas você deixou de fazer enquanto estava com ela? Talvez faltasse motivação, ou tempo, ou afinidade, enfim. Mas agora você está de boa, curtindo e sozinho. Que tal agora ir saltar de paraquedas, ou descer um rio em uma canoa, ou acampar, ou copular por esporte, ou adotar um cachorro, ou se divertir em um lual com seus amigos? O mundo é um supermercado infinito com prateleiras cheias de oportunidades. Escolha uma e experimente!

 

Deixe uma resposta