SEJA HUMILDE, MAS NÃO HUMILDE DEMAIS

0
1018

Ter autoconfiança é importante, mas ser pretensioso é um risco que deve ser evitado. Nada mais irritante que um sujeito exibido: a arrogância afasta as pessoas e torna a convivência um inferno.

Por isso nos ensinam: seja humilde e deixe que suas ações falem por você. Ensinam também que as coisas que você conquistou e sua capacidade de influenciar os outros à sua volta irão falar mais alto que suas palavras. A humildade é uma virtude a ser cultivada. É o que dizem. Mas será que é ruim ser humilde DEMAIS?

Sim, é ruim. E você verá bem por quê.

OS 3 PERIGOS DA HUMILDADE

Existem alguns riscos na humildade excessiva. Seria extremamente salutar entender que, ao ser despojado em demasia,…

1 – AS PESSOAS IRÃO SUBESTIMAR VOCÊ.  Provavelmente, este é o efeito mais direto em ser humilde demais. Se ninguém tem notícia das grandes coisas que você fez, ou dos projetos sensacionais que está desenvolvendo, irão deduzir que você está fazendo nada de importante. Tudo bem, de repente nem todo mundo irá ter este mesmo conceito a seu respeito, mas certamente várias pessoas pensarão assim e irão julgar sua capacidade com base naquilo que você mostrou ou falou.

A solução? Não seja tímido. Elabore um mostruário de suas conquistas. Apresente às pessoas de relevância o que você é capaz de fazer e os trabalhos e projetos que já desenvolveu.

2 – SUAS HABILIDADES PASSARÃO DESPERCEBIDAS.  Sem uma mínima propaganda de suas capacidades, quem conseguirá notar seus talentos? Se suas habilidades passam sempre desapercebidas, quem está de fora conclui que você é uma pessoa limitada.

A solução? Rompa o véu do silêncio. Fale! Converse com seus superiores sobre a confiança que você tem em suas habilidades e de como poderia agregar valor ao time. Não apenas apresente seus resultados, mas fale sobre eles, sem modéstia. Não fique sentado quieto achando que alguém irá fazer isso por você: hasteie você mesmo a sua bandeira.

3 – VOCÊ TERMINARÁ SENDO UM SEGUIDOR E NUNCA UM LÍDER.  O excesso de humildade manifestado por uma fala mansa e um comportamento não intrusivo, permitindo que os outros tomem as decisões ao invés de participar ativamente das situações de conflito, colocará você sempre no final da fila. Aqueles que estão dispostos a falar e provar às pessoas o que são capazes de fazer, ou mostrar-lhes seus feitos, serão derradeiramente os sobreviventes à frente da manada.

A solução? Aproveite as oportunidades para liderar e ensinar. Não pense que todas as outras pessoas irão apresentar propostas melhores que as suas: tome a iniciativa, contribua com abstrações e entendimentos, norteie a discussão, distribua tarefas. Se você tem uma percepção que pode aumentar a eficiência das tarefas, exponha-a. Destaque-se. Não deixe que a humildade acorrente você na mediocridade.

 

Deixe uma resposta