O QUE JOHN WAYNE TEM PARA LHE ENSINAR, PARTE 5: Coragem não é ausência de medo

0
520

Onde Começa o Inferno (1959)

Em uma lista feita por Quentin Tarantino, Rio Bravo (nome original de Onde Começa o Inferno) foi eleito por ele como um dos 12 melhores filmes de todos os tempos.

Na película, Wayne faz o papel de John T. Chance, xerife de Presidio, uma pequena cidade do Texas e tem como auxiliar apenas um idoso e aleijado ex-sitiante. Seu outro assistente, um ex-pistoleiro conhecido por “Dude”, tornou-se um alcoólatra inútil após ser abandonado por uma mulher.

Certo dia, o pistoleiro Joe Burdette arruma confusão em um bar e mata um homem que estava desarmado. Com a ajuda de Dude, Chance consegue prender Burdette e oferece de volta a Dude o cargo de auxiliar.

Contudo, o xerife e seus dois auxiliares agora sabem que correm perigo, pois Joe é irmão de Nathan, o poderoso rancheiro da região, que controla a cidade e possui vários pistoleiros a seu serviço. O “coronel” Nathan fará tudo para livrar Joe da forca.

As pessoas oferecem ajuda ao xerife, mas ele se recusa a aceitar. Um dos moradores da cidade, Pat Wheeler, tenta arregimentar homens para proteger o xerife. Pat termina sendo morto no meio da rua e isso faz com que Chance reveja a decisão de não aceitar ajuda de mais ninguém.

John T. Chance receia por si e pela segurança de todos. Receia não ser capaz de colocar-se à altura da tarefa que se apresenta. Mesmo assim, não desvia da missão. Ele reúne os recursos que tem e firma-se disposto a enfrentar o que for necessário para fazer prevalecer a Justiça. E isso é Coragem.

Coragem é enfrentar o medo – e superá-lo. Mais que isso: é ir em direção ao seu medo, com consciência e autoconfiança. Consciência de suas fraquezas e suas forças. Consciência das áreas de seu caráter que precisam ser trabalhadas, dos traços de sua personalidade que devem ser aprimorados e reforçados, da ajuda que você pode precisar para realizar seu trabalho.

Um Homem de verdade é aquele que tem falhas; que sabe que os bons amigos podem ser poucos, mas são essenciais. Um Homem de verdade não foge à luta, pelo contrário: ele se coloca sempre e voluntariamente no meio da arena de seus deveres, nunca se escondendo na platéia, na bebida, no discurso improdutivo, na ansiedade auto-sabotadora ou no receio covarde de fracassar.

Tenha medo. É bom ter medo. Encontre seu coronel Nathan e encare-o. Lute com ele. E então conquiste-o.

 

O QUE JOHN WAYNE TEM PARA LHE ENSINAR, PARTE 6:

Estamos nisso juntos.

Deixe uma resposta