POR QUE UM RELACIONAMENTO DIVIDIDO MEIO A MEIO É UM PÉSSIMO NEGÓCIO?

0
533
O cara pode ser o ogro mais root do mundo, premiado 5 vezes no Oscar Anual dos Rudes & Broncos, último banho tomado na lama do dilúvio, musgo debaixo das unhas, um eremita morando numa casa construída com troncos de árvores que ele arrancou com as próprias mãos do bosque mais próximo. Pois até mesmo esse protótipo de Shrek quer uma coisa bem simples: ele quer um relacionamento onde sua parceira ofereça reciprocidade.

É assim que os homens funcionam. Qualquer homem equilibrado nutre, no fundo, o sonho de encontrar uma Mulher capaz de contribuir para que as coisas dêem certo entre os dois, ao invés de parasitas de saias que drenam toda sua energia e empenho.

Mas vou lhe contar uma coisa, velho: um relacionamento meio a meio, onde você faz seus 50% e ela faz os 50% dela, não funciona. Pra falar a verdade, um relacionamento meio a meio é uma merda. E vou te contar por quê.

HISTÓRIAS DE CASAIS

Dia desses, durante uma consulta, um jovem casal começou a lavar a roupa suja. Recostei na cadeira e fiquei observando. Pelo que pude perceber, João e Maria – vamos chamá-los assim – se desentendiam com frequência e ficavam jogando a batata quente de um lado para o outro, tentando convencer de quem era a culpa.

Após 4 anos juntos, João reclamava que Maria vivia ocupada demais com a casa, com os filhos e com o trabalho. “Você não é nem um pouco carinhosa!”, ele acusava. Maria devolvia na mesma moeda: “E você? Vive estressadinho e nervoso com as suas coisas! É por sua causa que a gente vive discutindo!”.

Depois de uns 3 minutos assistindo ao espetáculo, tive que interromper. “É sério que vocês agendaram essa consulta dois meses atrás pra vir reclamar da vida aqui comigo hoje?”, eu disse, rindo, acalmando os ânimos para fazer a consulta propriamente dita.

As queixas deles são mais que comuns. Não é o trabalho que é ruim, ou a casa que não presta, ou as crianças que são mal-educadas: é o relacionamento que é uma bosta. E o resto da vida simplesmente acompanha essa vibe.

Uma vez que existem duas pessoas no relacionamento, para que tudo corra 100% é sensato esperar que cada um contribua com 50%, certo? Nem tanto.

UMA PEGADINHA MATEMÁTICA

O pulo do gato é que você não deve participar com 50%. Você deve contribuir com 100%! É de uma infantilidade sem tamanho esperar que sua mulher dê um passo antes de você dar o SEU passo. Isso trava tudo e gera uma argumentação sem fim sobre quem deve agir primeiro. Quem é o Homem do casal no final das contas?

Um Homem contempla seus Esforços como um Investimento. Ele deve encarar a vida – e a mulher que escolheu para si – como um investimento de 100% de sua capacidade.

Um Homem de verdade faz sua Vontade levá-lo para onde quer que ele queira ir. Abordando o relacionamento como um investimento de 100% de si, ao invés de assumir apenas 50% de participação, ele controla a direção do seu destino.

Além disso, se ele escolheu a mulher certa dentro dos seus princípios e valores, assim que ela perceber que ele está dando 100%, provavelmente ela se sentirá compelida a dar 100% também.

Matematicamente, 1 + 1 = 2. Entretanto, quando se fala de relacionamentos, são precisos 2 inteiros para ser Um Casal.

Seja 1 inteiro, 100% do tempo.

Deixe uma resposta