QUAL O SEU MOMENTO MAIS IMPORTANTE?

0
1280

Existe uma coisa que você sempre se esquece: você não está a caminho de lugar algum. Pode até parecer óbvio, mas todo mundo vive como se não soubesse disso. O iluminismo meritocrático prometeu o paraíso para quem vivesse a promessa do perpétuo futuro e você comprou essa ideia sem pensar duas vezes. Fazer planos é uma arte, mas saber qual o seu momento mais importante é uma dádiva.

Veja só:

Você está no trânsito e com pressa para chegar, mas o engarrafamento impede seu progresso. Você está sentado dentro do carro, ansioso, frustrado. Será que percebe o quanto aquele momento é como qualquer outro da sua vida? Cheio de sons, luzes, texturas, ideias, emoções, pessoas? Como aquele momento é repleto de possibilidades para apreciar, aprender a paciência? Como existe uma oportunidade para voltar e sorver o presente? Não, provavelmente você não viu nada disso.

O trânsito desafoga e você acelera para chegar onde queria: uma reunião importante, uma aula, uma entrevista de emprego, a apresentação de um portfolio, uma negociação com um fornecedor, o que seja. Você está no hall esperando pelo elevador. Se não prestar atenção, não perceberá: este é outro momento daqueles. É uma oportunidade para praticar, encontrar gratidão, respirar, dar-se espaço para perceber as emoções dentro de você.

De volta ao trabalho, alguém lhe interrompe. Você estava fazendo algo importante, será que o fulano não sabia disso? Que você não queria ser importunado? “P*ta merda!”, você pensa. E lá se vai outro momento, outra chance de trazer aquela pessoa à sua presença, outra oportunidade de apreciar a companhia de outro ser humano e ter curiosidade sobre aquele universo de células e moléculas plantado bem na sua frente.

Finalmente, você chega em casa. Está pegando as chaves, abrindo a porta, tomando um banho, preparando uma refeição, lavando a louça, esticando as roupas no varal, ligando a TV, pensando no dia seguinte, sempre indo de uma tarefa à outra. Consegue enxergar isso? Você está viajando pelo tempo, um presente depois do outro. Existem montanhas e planícies de intervalos, espaços para observar, refletir, meditar, agradecer.

Então CADA momento passa por você completamente despercebido, como um estranho do outro lado da rua. Você está vivendo o momento seguinte ou lamentando o momento passado, mas nunca está ali. E sua vida vai se tornando essa pilha de horas não-vividas enquanto você se preparava para viver. E todas as coisas valiosas se perdem amontoadas nessa mesma pilha, até o dia em que você se pergunta: onde elas foram parar?

Um momento é como uma minúscula gota d´água. Frágil, precioso, só esperando para evaporar-se e nunca mais ser visto. Não seja negligente com eles. Faça planos e sonhe, mas nunca esqueça que o seu momento mais importante é exatamente agora. E sempre será.

Deixe uma resposta