SERÁ QUE É HORA DE TERMINAR COM ELA?

0
357

Existem duas maneiras erradas de terminar seu relacionamento com sua fêmea: cedo demais ou tarde demais.

É inevitável, com o tempo e com a rotina, ver atritos brotando no convívio como ervas daninhas em um jardim. Mas uma coisa são os atritos passageiros de um relacionamento que mostra potencial de futuro. Outra coisa são os atritos que indicam que aquilo ali não vai levar a parte alguma.

Eu, você e todos os demais homens, temos concepções incrivelmente delirantes quanto ao amor. Mesmo quando a realidade não corresponde em nada às suas expectativas, ainda assim você resiste às evidências.

Você atropela os sinais e tende a contemplar sua fêmea do modo mais condescendente possível. Ela trata você mal, sonega demonstrações físicas de afeto, não assume responsabilidades e nunca está disposta a responder pelas consequências inerentes à falta de controle do próprio humor. Conheço muitos caras numa situação dessas que, a despeito da coleção de dias ruins, insistem em levar o relacionamento adiante.

Para que você não fique salgando carne ruim, recomendo atenção para alguns sinais irrefutáveis de que ela talvez não valha seu esforço e que, quem sabe, é hora de pedir as contas e tomar seu rumo.

Terminar é uma opção a ser considerada quando:

1. ELA NÃO RESPEITA VOCÊ.

Em uma discussão, a gente pode terminar dizendo o que não devia e ofender a outra pessoa – no calor da raiva é difícil escolher pacientemente cada palavra. Mas o respeito vai além das situações de atrito. Falo aqui do respeito do dia a dia, o respeito da reciprocidade.

Imagine que você tem se investido de peito aberto. Tem se empenhado para melhorar sua capacidade de diálogo e empatia, esmera-se em ser um ponto de apoio e segurança para ela e, em contrapartida, recebe pouco ou nenhum retorno disso. O que essa matemática sugere?

Faça um diário e relacione de maneira criteriosa os momentos em que VOCÊ se demonstrou espontaneamente afeto físico e os momentos em que ELA fez o mesmo. Em uma situação de respeito, o empate é o resultado mais desejável.

2. O TEMPO PASSOU E VOCÊ AINDA NÃO SE SENTIU APAIXONADO POR ELA.

Isso é um grande problema: quanto tempo é “tempo suficiente” para diagnosticar a paixão?

Alguns casais se apaixonam à primeira vista, outros levam mais tempo. Nem todos estão prontos para a ideia de apaixonar-se perdidamente. Pessoas mais experientes e com passados tumultuados tendem a ser mais fechadas e críticas. Ter se ferrado algumas vezes ensinou-as o valor da prudência e elas dão passos mais cautelosos.

Vocês se deram bem, ela é uma pessoa sensacional, divertida, mas aquele “clique” não veio. A tempestade de hormônios anunciada no horizonte nunca chegou. Pode ser que você ainda não a conheça o suficiente para cair de paixão, ou insista em carregar cicatrizes que lhe impedem de avançar nesse sentido. Entre uma e outra situação, segue sonhando com dias melhores.

Não sei dizer exatamente quanto tempo você deverá esperar, mas posso dizer o seguinte: se, depois de 2 anos de convívio e sexo, você ainda não sentiu aquele frio arrepiando seu estômago só de pensar no som, no contato e no cheiro da sua fêmea, talvez seja hora de deixá-la no passado e partir para outros climas.

3. O TEMPO PASSOU E VOCÊ AINDA NÃO VÊ UM FUTURO AO LADO DELA.

Vocês estão juntos há algum tempo. Seis meses, 1 ano, 2 anos, o que for, e ainda assim sente dificuldade em enxergá-la construindo um futuro ao seu lado no longo prazo. Você seria capaz de admitir que perdeu tempo perseguindo um arco-íris?

Beleza, você está só de boa, curtindo e tal, mas a gente sempre pensa no futuro. Pular de um galho para outro é divertido, mas a programação XY em seus genes cobra de você um papel de Provedor e Protetor para uma fêmea escolhida. Então em cada relacionamento, mesmo os mais fugazes, você sempre coloca um pé da imaginação no terreno do “e se…”. E se ela é mulher com que você poderá dividir décadas de prazer, risos e aprendizado? Vai que…

Reconhecer que você fez meses de investimento em algo sem futuro é como tomar um tapa na orelha. Negar o erro também não lhe faz mais feliz – na verdade, isso apenas torna tudo mais difícil.

Eventualmente, você se perceberá molhando uma planta que morreu há muito, muito tempo. Quanto mais tempo você passar ali, maiores serão suas perdas. Portanto, se for para agir, seja esperto: aja logo.

4. ELA NÃO ESTÁ PRONTA PARA UM RELACIONAMENTO SIGNIFICATIVO.

Não interessa o quão bom você seja em ler o que as mulheres pensam, existe sempre um nível de incerteza nessa arte. O equívoco é sempre uma possibilidade.

Você comparece e oferece laços, vínculos, compromisso, mas ela não se mostra muito certa se quer isso. Talvez ela esteja só se divertindo e você, cheio do instinto de macho protetor, achou que poderia subir o nível do jogo.

Se você propôs um passo a mais no relacionamento e ela titubeou, aceite meu conselho: vaza dali, meu irmão. Ou continue e divirta-se por um tempo, tendo sempre em mente que o que você deseja não é o que ELA procura.

5. VOCÊ NÃO ESTÁ PRONTO PARA UM RELACIONAMENTO SIGNIFICATIVO.

Pode acontecer o inverso: ELA propõe avançar, mas VOCÊ não quer, seu lance é um crush descompromissado, uma “amizade com benefícios” e nada muito além disso.

Estar numa vibe em busca de aventuras e novidades não é errado. Na verdade, só é errado quando você não comunica isso de maneira clara, deixando-a nutrir falsas esperanças.

Seja honesto com seus sentimentos e tenha respeito pelos dela. Quem sabe, o que tanto lhe falta está apenas aguardando que você se coloque à altura. Nada na vida parece mais importante que estabelecer relacionamentos significativos com outras pessoas. Esses vínculos são fontes ricas de aprendizado, harmonia e prosperidade. Não fuja deles.

 

Deixe uma resposta