SOMOS UM POVO JOVIAL E HOSPITALEIRO?

0
185

Internacionalmente, a visão clássica do povo brasileiro é a de um povo jovial, cordial e hospitaleiro. Todavia, nossas taxas de crime, homicídio e mortes no trânsito, por exemplo, contradizem essa percepção.

A cada ano no Brasil ocorrem 68,8 crimes para cada 100 mil habitantes. Somos o 9o país do mundo em termos de chances de levar um tiro e o 7o país com maior incidência de crimes reportados no mundo. Nos EUA, esta taxa é 46,7.

Em 2019, 41 mil pessoas foram assassinadas no Brasil – uma taxa de 19,8 homicídios para cada 100 mil habitantes.

Mesmo este número sendo quase 20% a menos que o número de assassinatos em 2018, ele ainda é bem grande: significa que, em 1 ano, assassinamos mais pessoas que Japão, Singapura, Hong Kong, Luxemburgo, Indonésia e Noruega somados matam em 10 anos.

Em 2019, mais de 40 mil pessoas morreram em acidentes de trânsito no Brasil. Isso significa que apenas em 1 ano nosso trânsito matou quase 10 vezes mais pessoas que o número de soldados norte-americanos mortos ao longo de 8 anos na Guerra do Iraque (2003-2011).

Morrer no trânsito é a 10a causa mais comum de óbito no Brasil.

Aparentemente, os números de nossas tragédias cotidianas não batem exatamente com alguma de nossas imagens internacionais mais clássicas.

Resolveremos essas tragédias ou solicitaremos a troca das imagens?

Deixe uma resposta