COLOCANDO UMA PANDEMIA NA DEVIDA PROPORÇÃO

1
3201

Como muitos outros países, o Brasil entrou em pânico por causa do coronavírus e decretamos uma quarentena jamais vista nesse país. Fechamos bares, hotéis, restaurantes, cinemas, shoppings, lojas, academias de ginástica, escritórios, consultórios.

Proibimos as crianças de ir à escola. Proibimos os adultos de ir ao trabalho. Proibimos os idosos de ir à igreja. Proibimos os cidadãos de caminhar livremente nas ruas. Proibimos pessoas de se sentar nas praças. Proibimos o contato com amigos e familiares. Proibimos humanos de se encontrar com outros seres humanos.

Em uma primeira olhada, e dependendo do seu grau de neurose, tudo isso pode até parecer válido, pode até parecer uma preocupação genuína com a saúde pública. Afinal de contas, NEGAR a existência do vírus e da epidemia é uma insanidade.

O vírus existe, sim. Ele causa doenças, sim. E mata pessoas, sim. E para preservar vidas de boas pessoas honestas que trabalham, de crianças inocentes que ainda têm muito para viver pela frente, e de idosos que são referenciais morais para suas famílias – para salvar todas estas vidas! – todo e qualquer esforço parece válido. Mas há uma falta de proporcionalidade absurda no que está sendo feito…

Até aqui, 17 de abril de 2020, o covid-19 apresenta uma taxa de letalidade de 7 mortes para cada 1 milhão de habitantes. Por causa desse número, governos de vários estados implantaram medidas extremas. Eles fecharam seus estados, aprisionaram as pessoas em suas casas e suspenderam direitos constitucionais, como o direito de reunir-se livremente com outras pessoas, o direito à liberdade de expressão e o direito de ir e vir pelo território nacional em tempos de paz. Todos esses direitos estão escritos na nossa Carta Magna, mais especificamente no artigo 5o da constituição federal brasileira de 1988.

Mas isso é válido, certo? Afinal, estamos preocupados em salvar vidas, estamos agindo em nome da preservação da a saúde pública, certo? O covid está matando 7 pessoas a cada 1 milhão de brasileiros! Isso nos fez sentir obrigados a fazer alguma coisa a respeito.

Bom, mas segundo dados da Secretaria de Vigilância em Saúde do Governo Federal, anualmente, 3 pessoas morrem de Dengue no Brasil a cada 1 milhão de habitantes. E a Dengue não depende de alguém espirrar perto de você: para morrer de dengue, tudo que você precisa é ser picado por um pernilongo. Um pernilongo pode fazer isso com você enquanto você dorme em casa no mais perfeito isolamento.

A Meningite mata 13 brasileiros para cada 1 milhão, todo ano. Fechamos escolas, igrejas e cidades inteiras quando a meningite surge? Deveríamos fazer isso, afinal de contas, a meningite mata quase duas vezes mais que o covid-19!

A Tuberculose mata 24 brasileiros para cada 1 milhão, todo ano. Fechamos bairros, barbearias e lojas quando a Tuberculose aparece? Deveríamos fazer isso, afinal de contas, ela é uma doença infecciosa, transmitida por tosse e contato, mais ou menos como o covid, e mata quase 4 vezes mais que o coronavírus!

As Diarreias infecciosas matam 34 entre cada 1 milhão de brasileiros, todos os anos, sendo adquiridas principalmente pelo consumo de água contaminada. Não deveríamos interditar estados inteiros por causa disso? Prender pessoas que bebessem água da torneira e fechar algumas cidades até que ela saneassem suas redes de esgoto e coleta de lixo?

A dupla HIV / Aids mata 65 entre cada 1 milhão de brasileiros, todos os anos. Será que os governadores deveriam fechar moteis e empregar geolocalização para evitar que as pessoas fizessem sexo sem camisinha? Ou de repente proibir por meio de leis e decretos qualquer tipo de interação sexual. “Fiquem em casa e não façam sexo – ou do contrário vocês serão presos!”. Afinal de contas, se essas ações de saúde pública são consideradas válidas para o covid-19, que mata 7 a cada 1 milhão de brasileiros, por que não fazer o mesmo com o HIV, uma doença infecciosa que mata 65 a cada 1 milhão?

Mas, se a preocupação é realmente com a saúde pública, se a preocupação realmente está em salvar pessoas de uma morte que poderia ser evitada, por que nos restringirmos às doenças infecciosas? Existem muitas outras doenças perfeitamente evitáveis que matam muito mais que o covid-19!

Por exemplo: os Incêndios matam 8 de cada 1 milhão de brasileiros a cada ano. Por acaso fechamos todas as escolas por medo de que elas peguem fogo e matem as crianças lá dentro? Ou você é obrigado a ir para o trabalho ou se preocupa em sair para a rua portando um extintor de incêndio?

A cada 12 meses, Tratamentos Médicos causam a morte de 15 brasileiros a cada 1 milhão. É duas vezes mais fácil morrer porque você tomou um remédio que foi prescrito errado, ou porque fez uma cirurgia que não precisava, do que morrer por coronavírus. Deveríamos caçar os registros de todos os mais de 500 mil médicos em atividade no país?

Anualmente, Afogamentos matam 30 brasileiros a cada 1 milhão. Onde estão as leis e decretos proibindo as pessoas de irem a clubes, frequentar piscinas, remar em represas, pescar em lagos e tomar banho em banheiras?

A cada ano, a Desnutrição mata 32 brasileiros a cada 1 milhão de habitantes. Isso é quase 5 vezes mais que o covid-19. Onde estão as medidas urgentes e emergenciais de nossos governantes para acabar de uma vez por todas com esse genocídio?

O Alcoolismo mata 45 brasileiros a cada 1 milhão, todos os anos. Não deveríamos proibir de uma vez por todas e para sempre o consumo de algo tão letal assim? Pense bem: bebidas alcoólicas matam SEIS VEZES MAIS que o covid. Você entra em pânico quando vê uma long neck no supermercado? Você olha para a garrafa e começa a chorar, sabendo que, para cada uma pessoa que morre por covid, outras 6 pessoas irão morrer por causa do álcool?

O Suicídio mata 61 brasileiros para cada 1 milhão, todos os anos. Onde estão as contratações em massa de psicólogos, psiquiatras e assistentes sociais, as exigências de treinamento de professores e agentes comunitários de saúde para detectar precocemente essas pessoas e evitar que elas tirem suas próprias vidas?

As Quedas matam 80 brasileiros para cada 1 milhão, todos os anos. Será que alguns governadores vão proibir escadas, andaimes, patins, bicicletas e skates? Ou, de repente, eles podem baixar um decreto impedindo a força da gravidade de atuar em seus estados…

Acidentes de Trânsito matam 204 brasileiros para cada 1 milhão, todos os anos. Isso significa que é 30 vezes mais fácil você morrer a caminho da farmácia para comprar um remédio para febre que morrer por infecção de coronavírus. Será que deveríamos proibir o funcionamento de qualquer indústria automobilística? Ou quem sabe proibir a compra e a venda de carros, caminhões, motocicletas e todo tipo de veículo?

Enquanto o covid-19 mata 7 pessoas para cada 1 milhão de brasileiros, o Diabetes mata 258 pessoas para cada 1 milhão no Brasil, todos os anos. Onde estão as medidas urgentes para proibir a venda de doces? Onde estão os fiscais do peso para proteger as pessoas da obesidade, que é um dos principais fatores de risco para diabetes? Onde estão as forças policiais invadinto e fechando fábricas de açúcar?

O covid-19 mata 7 brasileiros a cada 1 milhão, e fechamos o país inteiro. Pois bem: a Violência mata 282 brasileiros a cada 1 milhão, todos os anos. Quando você viu um lockdown nacional para acabar de uma vez com essa mortandade toda?

As complicações da Hipertensão Arterial matam mais de 1500 brasileiros para 1 milhão de habitantes a cada ano. Você conhece alguém que foi preso porque não passou no posto de saúde aquela semana para ter sua pressão medida?

Não apenas no Brasil, mas no mundo todo, esses números se repetem, com pequenas variações. Se a intenção é salvar vidas, por que houve uma paranoia do tamanho que estamos vendo agora?

Existem dezenas e dezenas de doenças que matam todo ano MUITO MAIS PESSOAS que o covid-19. MUITO MAIS! Onde estão as quarentenas, os decretos, as leis, as forças altruístas do Estado preocupadas com a SAÚDE DO CIDADÃO que não agem NEM NUNCA AGIRAM com a mesma veemência para combater todas essas outras doenças, mas estão por aí fazendo diabo por causa do covid?

Se você não percebe que existe algo MUITO estranho por trás disso tudo, algo muito muito estranho por trás dessa imensidão de arbitrariedades, burrices e surtos histéricos, então você jamais entenderá a solução para esse problema, porque você já se tornou uma parte dele.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta