POR QUE OS SUPER-RICOS DEFENDEM O SOCIALISMO?

1
1825

Por que os Super-Ricos querem o Socialismo? Eles não são a parcela que teria mais a perder com algo assim?

Na verdade, existe uma diferença enorme entre o que os vendedores da ideia dizem vender e aquilo que de fato vendem.

Os vendedores da ideia do Socialismo-Comunismo dizem que se trata de um “programa de divisão das riquezas”, mas o socialismo é nada além de um sistema onde as pessoas entregam suas liberdades para um governo coletivista totalitário e poderosíssimo.

Os vendedores vendem um paraíso, nós terminamos em uma gaiola.

Os Super-Ricos que mais lutam pela implantação do Socialismo têm suas fortunas pessoais muito bem protegidas em trusts familiares e fundações filantrópicas livres de impostos. Como pessoas físicas, os homens mais prósperos do mundo estão entre os menores pagadores de impostos proporcionais do planeta.

Vivem nos dizendo que os Super-Ricos são socialistas porque têm algum tipo de complexo de culpa pela riqueza que herdaram “sem merecê-la”. Bem, eles poderiam se livrar desse terrível sentimento de culpa então simplesmente se livrando de toda essa herança desmerecida. Se os Super-realmente estão preocupados com a miséria no mundo, por que não doam suas próprias fortunas para os mais necessitados? Não existem leis que os impeçam de fazer algo assim, ora bolas. Já viu algum deles fazendo algo assim?

O fato é que o lado “socialista” dos Super-Ricos não é uma hipocrisia. Só parece uma hipocrisia quando você acha que o socialismo é mesmo aquilo que os socialistas lhe disseram que ele era: um programa de distribuição de riquezas. Mas ele não é. Basta observar os países Socialistas que existem e existiram no mundo: o que veremos e vemos sempre é uma pequena oligarquia no topo da pirâmide, em geral não superior a 3% da população do país, que controla toda a riqueza, toda a produção e todas as liberdades da vida dos outros 97%.

Quando você entende que o Socialismo não é um programa de distribuição de riquezas, mas um método para Estabelecer e Consolidar um controle tirânico sobre o povo, então o aparente paradoxo dos Super-Ricos defendendo o socialismo deixa de ser um paradoxo.

A Utopia Comunista e a Masmorra Socialista jamais foram movimentos espontâneos liderados pela massa desfavorecida: eles sempre foram ferramentas de domínio e manipulação da elite econômica.

Acorde, Neo.
___________
Referência: Frederick Gary Allen & Larry Abraham “None dare call it Conspiracy” (1972).

 

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta